quinta-feira, 29 de abril de 2010

Obrigada por insistir

Postado por Camilla Fernanda às 00:44
Reações: 
7 comentários
"Até o mais seguro dos homens e a mais confiante das mulheres já passaram por um momento de hesitação, por dúvidas enormes e dúvidas mirins, que talvez nem merecessem ser chamadas de dúvidas, de tão pequenas. Vacilos, seria melhor dizer. Devo ir a este jantar, mesmo sabendo que a dona da casa não me conhece bem? Será que tiro o dinheiro do banco e invisto nesta loucura? Devo mandar um e-mail pedindo desculpas pela minha negligência? Nesta hora, precisamos de um empurrãozinho." Martha Medeiros

E é ao meu 'empurrador' oficial que dedico este texto,porque ele sempre diz o que deve ser dito e ninguém sabe ou quer dizer.

  • Obrigada por me mandar mensagem pra lembrar do dia da matrícula da UFMA.
  • Obrigada por me fazer enxergar que eu nem queria mais aquele curso[Biologia] mesmo,que eu só tinha medo de uma drástica mudança e de decepcionar as pessoas que esperavam mais de mim.
  • Obrigada por me obrigar a reservar umas horas do meu dia pra estudar para aquela prova,me convencendo que a gente vai tirar uma nota astronômica.
  • Obrigada por escrever num guardanapo que é ótimo ter uma pessoa massa como eu pra apurrinhar a tua vida e que espera que eu continue lesa e agradável sempre.
  • Obrigada por pagar lanche pra mim,ver minha cara de sono e se oferecer pra buscar um café,me emprestar teu jaleco,se comover com as minhas estórias e me esperar pra contar as tuas.
  • Obrigada por sempre se preocupar quando estou meio triste,insistir que eu fale o que aconteceu e pedir desculpa por aquele dia que me mandou calar a boca.
 Enfim obrigada por tudo, é muito bom ter a certeza que por trás de um head banger,existe um grande amigo com um doce coração.

eu--: Acho que vou cortar esse cabelo.
ele:-- Não faça isso.
eu:-- Então o que tu acha 'deu' escurecer ele de novo!?
ele:--Mas pq isso agora?
eu: --Sei lá, sabe quando tu abusa de olhar a mesma cara no espelho, todo dia!?
ele: -- É, eu sei
[...]Mas o tamanho do teu cabelo tá ótimo e a cor é linda,porque tu não muda outras coisas da tua vida!?Talvez tu tá precisando mudar em outros aspectos e acaba projetando essa necessidade de mudança na tua aparência.
eu: -- [...] [sem palavras]...                                       Obrigada. *.*

terça-feira, 27 de abril de 2010

Frases Musicais ♪♫

Postado por Camilla Fernanda às 11:55
Reações: 
3 comentários

"Gastei tanta palavra por gastar,
Agora as pobres tentam se salvar..."





quarta-feira, 21 de abril de 2010

Retalhos de Lispector

Postado por Camilla Fernanda às 19:05
Reações: 
3 comentários
Ando meio sem palavras,por isso transcrevo as de Clarice.
Talvez as entrelinhas falem melhor que nós duas.

  • AS APARÊNCIAS ENGANAM

Minha aparência me engana.



  • POR NÃO ESTAREM DISTRAÍDOS

Havia a levíssima embriaguez de andarem juntos, a alegria como quando se sente a garganta um pouco seca e se vê que por admiração se estava de boca entreaberta: eles respiravam de antemão o ar que estava à frente, e ter esta sede era a própria água deles.
Andavam por ruas e ruas falando e rindo, falavam e riam para dar matéria peso à levíssima embriaguez que era a alegria da sede deles. Por causa de carros e pessoas, às vezes eles se tocavam, e ao toque – a sede é a graça, mas as águas são uma beleza de escuras – e ao toque brilhava o brilho da água deles, a boca ficando um pouco mais seca de admiração.
Como eles admiravam estarem juntos! Até que tudo se transformou em não. Tudo se transformou em não quando eles quiseram essa mesma alegria deles. Então a grande dança dos erros. O cerimonial das palavras desacertadas. Ele procurava e não via, ela não via que ele não vira, ela que, estava ali, no entanto.
No entanto ele que estava ali. Tudo errou, e havia a grande poeira das ruas, e quanto mais erravam, mais com aspereza queriam, sem um sorriso. Tudo só porque tinham prestado atenção, só porque não estavam bastante distraídos. Só porque, de súbito exigentes e duros, quiseram ter o que já tinham. Tudo porque quiseram dar um nome; porque quiseram ser, eles que eram.
Foram então aprender que, não se estando distraído, o telefone não toca, e é preciso sair de casa para que a carta chegue, e quando o telefone finalmente toca, o deserto da espera já cortou os fios.
Tudo, tudo por não estarem mais distraídos.


  • MAS JÁ QUE HÁ DE SE ESCREVER
Mas já que há de se escrever, que ao menos não se esmague com palavras as entrelinhas.



Extraído do livro Para não esquecer-Clarice Lispector,1999

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Mea [maxima] culpa...

Postado por Camilla Fernanda às 00:42
Reações: 
4 comentários
Minha tão grande culpa.Porque a culpa é sempre minha.
Fui eu que disse pra você que deixaria rolar.É, fui eu.
Mas o fato é que eu sempre deixo rolar e não rola...é esse o problema...
Deixar rolar é fácil, é não fazer nada, é esperar que a vida faça tudo, deixar o destino se cumprir.
Mas é que toda vez o destino não cumpre, o nada continua nada e a vida esquece que boas histórias sempre envolvem um romance, e que no fundo ninguém quer assistir a história de alguém solitário que nunca foi amado.
E se a dor é que faz o poeta[ não que eu seja uma], eu preferia nem escrever,eu preferia nem saber falar dela, eu preferia nem ter que falar,eu preferia ser a idiota que é feliz demais, que tem mil motivos pra sorrir .
Além do mais me disseram que poemas felizes também são bonitos e apesar da minha ignorância de não concordar eu acredito, eu quero acreditar.
E esse nem era pra ser um texto triste e sentimental, porque eu nem quero ser resumida a isso, por isso disfarço minha 'dor', eu ponho a minha máscara da garota que é tão bem resolvida na vida que nem precisa desses clichês todos.E o disfarce é tão bom que ninguém percebe.
Meus amigos?Ah poucos percebem, os mais íntimos fingem não perceber pra me fazer sentir melhor, mas ninguém sabe, você não sabe...
Não, você nem quer saber...
que o que mais odeio é ter a consciência que apesar de me achar uma ótima companhia,um doce, uma fofa, uma gata e de pensar em mim vez ou outra,você não quer ficar.Não,não agora né!?Nem desse jeito assim tão urgente né!?
Mas é que se não for agora, pode nem ser, baby.
Eu posso ir embora,oras, posso sim.Posso sair num sábado à noite e te esquecer, isso pode acontecer.Eu posso receber uma mensagem de um caso antigo e querer reprisar.Ahãm eu posso,você nem me conhece,poxa, eu sou capaz disso.
A verdade é que ...não, eu não vou embora,nem te esquecerei tão fácil.A verdade é que não existem casos antigos pra serem reprisados, pelo menos nenhum que tenha valido a pena. Mas o problema é que você não sabe disso.E mesmo sem saber, você não quer ficar,mas também não quer ir.
Você quer é estar sempre a vista,quer é estar sempre aqui,quer é falar comigo todo dia sem se comprometer.Quer é não me magoar de vez.Quer é pingar gotas de felicidade e de ilusão ao mesmo tempo, só pra me confundir.É isso que você quer. 
Mas a culpa é minha,eu sei,fui eu que vi estrela onde só tinha rabisco,
fui eu que vi certeza onde só tinha possibilidade,
fui eu que disse pra mim mesma que você era tudo que me faltava...
e acreditei.

sábado, 3 de abril de 2010

Frases Musicais ♪♫

Postado por Camilla Fernanda às 01:17
Reações: 
3 comentários
♪♫  Eu vi você, até sentir tua mão

E achei até que me caia bem como uma luva ♪♫



A canção tocou na hora errada-Ana Carolina
 

Tudo que acho certo Copyright © 2010 Design by Ipietoon Blogger Template Graphic from Enakei