quarta-feira, 16 de junho de 2010

Exceptions

Postado por Camilla Fernanda às 13:24
Reações: 
Não vejo problemas em fazer da vida um rascunho, acho que mil palavras podem valer mais do que uma imagem, não acho que esperanças sejam as últimas que morrem, acho que, às vezes, pode ser tarde demais. Que às vezes, a pressa e a perfeição estão juntas, a água pode acabar antes de furar a pedra, às vezes, a má companhia ensina o que a solidão não pode. Que muitas vezes a intenção passa despercebida e o que importa é a ação, que há argumentos contra muitos fatos, o tempo não cura nada, dois pássaros voando são infinitamente mais bonitos do que um na mão. Que o coração sente muita coisa que os olhos não vêem; e certos últimos serão sempre os últimos.


Mariana Marinho

6 comentários:

Srta_cruz on 17 de junho de 2010 12:26 disse...

tambem acho que não saber as aulas de neuro, por exemplo, não constituem um crime inafiançavel...

Jamerson Belfort Nogueira on 21 de junho de 2010 13:01 disse...

Meus passos não passam de textos
Meus dias escrevem palavras
Momentos discorrem ligeiros
Meus erros nem são ortográficos

Minha vida transcreve pretextos
Minha fala tem metalinguagens
Meus medos não têm entrelinhas
Meus atos me são caligráficos

Minha terra é parágrafo torto
Mas jovens não devem ter margens
Meus gritos são substantivos
Mas orações são subordinadas

Minha morte é um futuro imperfeito
Meus tempos se perdem em frases
Minha fé discursa em silêncio
Mas muito de mim é linguagem

Meus textos não passam de passos

::. Jamerson Belfort

.Sté. on 6 de julho de 2010 18:38 disse...

Some nãooooooooooooo

Brazilianbloke on 19 de julho de 2010 10:10 disse...

Bacana o teu espaço aqui... gostei...

boa semana pra ti

Larysse Tavares on 22 de julho de 2010 10:10 disse...

Ótimo texto. Obrigada por compartilhar :)

mariana disse...

a autora sou eu, mariana marinho (:

 

Tudo que acho certo Copyright © 2010 Design by Ipietoon Blogger Template Graphic from Enakei